Transfigurações de Nino Cais são tema de exposição na Oficina de Cultura do Bom Retiro

A partir de 15 de fevereiro, a Oficina Cultural Oswald de Andrade – unidade da Secretaria de Estado da Cultura, gerenciada pela POIESIS Instituto de apoio à Cultura, à Língua e à Literatura – recebe a exposição Ser, Desvanecer e Reaparecer em Outro Lugar, com trabalhos do artista visual Nino Cais. Com curadoria de Olivia Ardui, a mostra tem entrada franca e fica em cartaz até o dia 15 de abril.

Ser, Desvanecer e Reaparecer em Outro Lugar é resultado de estudos do artista realizados a partir de conversas com a curadora Olivia Ardui, onde o elo comum das metamorfoses surgiu como conceito apropriado para pensar sua obra: seja nas inúmeras identidades que incorpora em suas fotografias, em seus objetos híbridos ou antropomórficos, ou nas situações de equilíbrio frágil que anunciam a sua própria queda.

Além disso, a obra Metamorfoses do poeta romano Ovídio (43 a.C.- 17 ou 19 d.C), teve grande influência nesse processo. O texto constitui um entrelaçamento de fábulas que têm como denominador comum a transfiguração de indivíduos e deuses – como a transformação de Narciso em flor. Contudo, na obra de Nino Cais os objetos e seres se dissolvem, mas nunca deixam de ser o que inicialmente eram: reaparecem sob outra forma, em outro lugar.

Sobre Nino Cais

Nino Cais é artista visual. Teve trabalhos expostos na 30º Bienal de São Paulo (2012), na Octopus Garden da Central Galeria de Arte Contemporânea (2011), a Coletiva Pinta, no Metropolitan Pavillon, em Nova York (2007), e a individual na Galeria Virgílio (2006). Ganhou o Prêmio Aquisição no 33º Salão de Arte de Ribeirão Preto, recebeu o Prêmio Destaque, conferido pela Fundação Iberê Camargo em 2006, e foi premiado pelo 15º Salão da Bahia.

Sobre Olívia Ardui

Olivia Ardui é crítica de arte, graduada e pós-graduada em História da Arte Moderna e Contemporânea pela Universidade Católica de Louvain. Foi mediadora cultural em eventos no Palais des Beaux-Arts, em Bruxelas. Atualmente, é membro do Núcleo de Pesquisa e Curadoria do Instituto Tomie Ohtake e trabalha como assistente curatorial para a 12a Bienal Internacional de Cuenca.

A Oficina Cultural Oswald de Andrade é uma das 22 unidades das Oficinas Culturais da Secretaria de Estado da Cultura, que são gerenciadas pela POIESIS Instituto de apoio à Cultura, à Língua e à Literatura.

Serviço:
Exposição Ser, Desvanecer e Reaparecer em Outro Lugar
Artista: Nino Cais
Curadoria: Olivia Ardui
Abertura: 15/2 – sábado – 15h
Visitação: 17/2 a 15/4 – segunda a sexta-feira – 10h às 21h | sábados – 10h30 às 17h30
Classificação: livre
Entrada Franca

Oficina Cultural Oswald de Andrade
Rua Três Rios, 363 – Bom Retiro – Cep: 01123-001 – São Paulo – SP
Telefone:(11) 3222-2662/ 3221-4704
E-mail: oswalddeandrade@oficinasculturais.org.br
Funcionamento: Segunda a sexta das 9h às 22h e sábado das 10h às 18h
Inscrições: Segunda a sexta das 10h às 21h30 e sábado das 10h30 às 17h30
Acessibilidade: dispõe de rampa de acesso, banheiro adaptado e cadeiras de rodas.




Deixe seu comentário